Cinema dos Primórdios - A Voz do Operário (1879)



A Sociedade de Instrução e Beneficência A Voz do Operário nasceu em 1879, numa altura em que a luta contra a monarquia por parte das classes laboriosas estava a ascender.
Nos seus primórdios, este espaço foi um jornal criado por operários tabaqueiros, de modo a publicar noticias sobre a indústria tabaqueira que estava a viver uma enorme crise. Com sede no Beco das Flores (actualmente Rua Norberto de Araújo), este jornal implicava uma tremenda exigência financeira o que obrigou os operários a procurarem formas de sobrevivência para o projecto. 


Assim nasce a Sociedade Cooperativa A Voz do Operário, cujos objectivos eram: estudar uma forma de resolver o problema do trabalho, melhorando as suas condições de um ponto de vista económico, moral e higiénico; estabelecer escolas, gabinetes de leitura, caixa económica, de modo a possibilitar a instrução e o bem-estar da classe trabalhadora em geral e dos sócios em particular.
Em 1887, A Voz do Operário abandonou o Beco de Froes e mudou-se para a Calçada de São Vicente, onde alterou para a designação que mantém actualmente. Em 1912, foi lançada a primeira pedra de construção da sede onde se encontra actualmente A Voz do Operário (sita na Rua Voz do Operário), tendo as obras concluindo em 1932. Por esta altura, esta Sociedade começou a exibir filmes no seu salão nobre mantendo essa função até à actualidade, com uma programação composta por ciclos de cinema alternativo. A sua lotação é de 858 lugares.



Esta sociedade sobreviveu com muita dificuldade durante a ditadura do Estado Novo, com a censura a amputar grande parte das notícias do jornal e a cercear as actividades culturais. Até a educação foi sujeita às imposições do Estado Novo, esforçando por proporcionar uma formação integral para os seus alunos. Com o derrube da ditadura em 25 de Abril de 1974, esta sociedade renasceu com o seu método pedagógico, Movimento da Escola Moderna, a impor-se no panorama do ensino nacional até à actualidade. Com a Revolução dos Cravos, regressaram as actividades culturais como os espectáculos musicais, cinema, teatro, exposições de artes plásticas e dança, como também as acções sociais para os idosos e crianças com a inauguração de um centro de convívio e de creches.
Esta obra da autoria do Arq.º Norte Júnior possui uma portentosa fachada neo-barroca, de grandioso efeito cénico e densa decoração. O edifício é constituído por pisos escolares sendo que o salão nobre encontra-se no piso superior, inicialmente dedicado a actividades desportivas e posteriormente transformado em sala de cinema e que actualmente é utilizado como sala polivalente, mantendo o mobiliário e decoração originais, onde se evidencia o magnifico vitral de Norte Júnior. O frontão é suportado por dois fortes pilares e ostenta um vitral em óculo circular, ornado com motivos simbólicos, que marca o corpo do salão. Também possui umas estreitas escadas metálicas nas traseiras.






A Voz do Operário tornou-se numa enorme referência educacional, social e cultural de Lisboa e como tal merece ser pesquisada e falada em qualquer livro ou projecto sobre esta cidade.



Fonte: 
Ribeiro, M. Félix, Os mais antigos cinemas de Lisboa, 1896-1939, Lisboa, Instituto Português de Cinema/Cinemateca Nacional, 1978
Fernandes, José Manuel, Cinemas de Portugal, Lisboa, Edições Inapa, 1995
http://cinemaaoscopos.blogspot.pt/2009/11/voz-do-operario-1932-actualidade.html
http://www.ecadequeiros.web.pt/Textos/Visita%20Voz%20do%20Oper%C3%A1rio.pdf
- http://billy-news.blogspot.pt/2010/04/tara-perdida-review-da-voz-do-operario.html
- http://www.apvo.org/a-voz-do-operario/
- http://www.cm-lisboa.pt/en/equipments/equipamento/info/edificio-de-a-voz-do-operario

1 comentários:

Miguel disse...

Ah, a Voz do Operário! Muito tempo passei eu naquele salão quando era miúdo. Claro que o facto de ter sido aluno lá me deu alguns privilégios como o de ter pisado aquele palco mais do que uma vez e ter podido conhecer os bastidores. Parabéns pelo excelente blog e esperemos que continue este magnifico trabalho.

 
Copyright 2009 Cinemas do Paraíso. All rights reserved.
Free WordPress Themes Presented by EZwpthemes.
Bloggerized by Miss Dothy