23.6.07

Cinema dos Primórdios - O Olympia do Porto

Agora caminha-se para a cidade do Porto, mais propriamente para a Rua Passos Manuel, a poucos metros do Coliseu dos Recreios. Lá se encontra, pelo menos a fachada, o cinema Olympia, que abriu as suas portas em 18 de Maio de 1912. Na altura, denominava-se "Olympia Kinema Teatro" e foi aberto por Henrique Alegria, responsável também pela construção da sala, e projetado pelo Arqt.º João Queiróz.

Henrique  Ferreira Alegria, retornado do Rio de Janeiro, era dono da "Fundição Alegria & Cª" e tinha se interessado pela exibição cinematográfica. Graças a esse interesse, ele construiu este cinema, a sua primeira tentativa nesta actividade. 
Henrique Alegria acaba por ser integrado na empresa "Nunes de Matos & Cª" - Invicta Films, fundada por Alfredo Nunes de Mattos em 1910, como director de produção. Tornar-se-ia sócio de Alfredo de Mattos,na nova empresa "Invicta-Film, Lda", criada a 22 de Novembro de 1917. Em 1923, Henrique Alegria fundou, em Lisboa, a "Patria Film" com Raul Lopes Freire.

Henrique Alegria

Produtora cinematográfica portuense "Invicta-Films, Lda.", 1910

A inauguração deste cinema causou muito burborinho entre a população do Porto, que se impressionou  com os jogos de água luminosos, o luxo dos acabamentos e a fachada da sala de espectáculos.
Os jornais da época noticiaram que as instalações eram modelares, elegantes e luxuosas, com uma projecção magnifica, muito devido a uma nitidez e fixagem absolutas. Este espaço também possuía um vasto envidraçado de ferro e vidro polícromo, que constituía totalmente a fachada do edifício.




A sala de cinema tinha lotação para 600 pessoas e ficava muito próximo do Salão Jardim Passos Manuel, o antepassado do Coliseu do Porto, inaugurado a 19 de Dezembro de 1908. A Rua Passos Manuel afirmava-se como uma zona direccionada para o convívio social, com vários cafés, botequins e salas de espectáculos. 
Foi aqui que estreou o filme "Amor de Perdição" de Georges Pallu,  a 9 de Novembro de 1921, baseado na obra homónima de Camilo Castelo Branco.

Salão Jardim Passos Manuel

Cartaz do filme mudo "Amor de Perdição"

Realizador Georges Pallu

Planta







Mas o Olympia não viveu só de cinema, mas também de eventos musicais, tal como aconteceu com o Cinema Batalha que foi comprado, mais tarde, pela empresa Neves & Pascaud.

Este cinema ficou marcado por uma programação popular (estilo filmes de cowboys)  nos últimos anos da sua existência, ao contrário dos cinemas Trindade e Batalha, que passavam cinema de autor.


Programa do Cinema Olympia de 1932

Nas décadas de 60 e 70 do século XX, esta sala já se encontrava em fase de decadência, passando uma programação secundária, marcada por filmes de karate quando esteve na moda, como também cinema pornográfico hardcore em paralelo com o Teatro Sá da Bandeira.






Na década de 1980, e devido à pouca afluência, acabou por ser vendido, transformando-se em bingo. Contudo, devido aos problemas dos bingos portuenses nos últimos anos, esta sala acabou por fechar.

 


A par dos cinemas Trindade e Batalha, a reabilitação do Olympia foi demorada. Contudo,  em 2013, três sócios anónimos decidiram investir neste espaço, para inaugurar em 2014 o Olympia Club.



O espaço ganhou uma nova vida como club premium, com um conjunto  de serviços que passam pela fidelização de clientes, tais como estacionamento privativo, porta exclusiva e camarotes individuais para clientes VIP. O edificio manteve a fachada original como imagem de marca.







Fontes: 
Fernandes, José Manuel (1995) Cinemas de Portugal. Edições Inapa.
https://restosdecoleccao.blogspot.com/2015/07/cinema-olympia-no-porto.html

6 comentários:

O Olympia de baixo é na Rua Passos Manuel, que tem uma inclinação descendente da direita para a esquerda ao contrário da foto de cima.

Aliás pela altura da foto, mais parece o defunto Águia D' Ouro.

Boa sorte para a vossa iniciativa.

Olá, Insano.

Obrigada pelo teu comentário. A primeira imagem do Olympia é do livro de José Manuel Fernandes, já falado no fórum, chamado Cinemas de Portugal. Agora, muito sinceramente, não parece igual à segunda imagem, mais recente, tirada ao Cinema Olympia.
A minha dúvida persiste, mas o teu comentário já serviu para elucidar um pouco sobre este assunto.

A primeira foto é, quase de certeza, do Cinema Trindade que, ironicamente e tal como o Olympia (da 2ª foto), foi transformado num bingo.. Ambos estão ainda de pé e mantêm no geral o traço original. Pena é que já nenhum sirva para aquilo que foi feito.

O blog esta excelente. Aqui no Porto também temos cinemas lindíssimos e historicamente muito interessantes para explorarem. (Sugestão: Águia D'Ouro, actualmente em ruínas.)

Leitao
www.cinehighlife.blogspot.com

Olá Leitão!!!

O Águia d' Ouro teve direito a um post aqui neste blog. É só procurares que o encontrarás. Vou tentar dar ênfase às antigas salas de cinema do Porto e do restante país, porque de certeza que temos autênticas pérolas da arquitectura por descobrir ou relembrar.

Agradeço o cumprimento e sempre que puderes, visita este blog e se puderes indicar sites e livros sobre este assunto, é sempre bem vindo.

O Olympia de baixo é na Rua Passos Manuel, que tem uma inclinação descendente da direita para a esquerda ao contrário da foto de cima.muito interesante

Olá viva,
a primeira foto é do Cinema Trindade, existe um erro de identificação no livro de José Manuel Fernandes "Cinemas de Portugal", um erro grave pois apesar de pertencerem à mesma empresa, Neves & Pascaud, nada tinham a haver. Na imagem é a fachada do Trindade onde se seguia uma escadaria enorme e onde se podia deslumbrar as excelentes pinturas dos cartazes de filmes feitas à mão, vejam aqui:
http://www.cinemasdoporto.com/registos_cartazes.htm.
Seria importante trocar a foto, caso queira posso fornecer uma.
Obrigado
Paulo ferreira
cinemasdoporto.com