Lumiar: o cinema esquecido...


Graças ao excelente e imenso acervo fotográfico do Arquivo Municipal de Lisboa, encontrei uma foto de uma sala de cinema que desconhecia totalmente chamada Cinema Lumiar e que se localizava na Calçada da Carriche.


Este cinema sempre foi um caso particular no mundo da edificação de cinemas em Lisboa, muito por culpa da época em que foi concebido (década de 1960), de ter beneficiado da alteração da Lei que regulamentava este tipo de edifícios e de ter que se adaptar à zona onde foi construído.
Era um típico cinema de bairro que servia a freguesia do Lumiar e zonas limítrofes e foi projectado em 1962 por Arqº José Croft de Moura, que idealiza este edifício a partir das possibilidades que a Lei lhe oferece, integrando-o entre dois edifícios habitacionais.
Este espaço era dotado de uma lotação de 800 lugares, servidos por dois foyers e por um palco.
Foi um projecto encomendado pela empresa Cruz&Cruz, que promovera uma urbanização local num terreno denominado de Quinta da Nazaré. O intuito desta empresa era construir uma sala de espectáculos que imprimisse alguma animação nesta zona e que não dedicasse exclusivamente a sua actividade ao cinema.
A implantação deste edifício apoiou-se no próprio traçado da urbanização e integrou-se no contexto dos prédios vizinhos. Este cinema foi construído de modo a poder encaixar-se na paisagem existente, sem fazer destoar o que quer que seja e a sua entrada fazia-se pela Rua Comandante Fontoura da Costa, uma rua paralela à Calçada da Carriche. 




Um facto curioso é que os anúncios dos seus espectáculos referiam a existência de um parque de estacionamento privativo reservado aos seus frequentadores, o que conferia uma certa importância ao edifício, mostrando claramente que não se destinava somente aos habitantes da zona onde se inseria. Infelizmente a sua entrada era discreta e passava despercebida, apesar da sinalização que marcava a sua fachada com o enorme letreiro identificando-o como Cinema Lumiar e que fora  concebido para orientar os transeuntes.
A sua inauguração ocorreu em 1968 com um filme japonês chamado "Buddha" de 1961 (cá recebeu o título de "O Reino de Buda"), que tinha uma estética semelhante aos filmes indianos.





Pouco se sabe sobre a sua duração, mas é importante referir que este cinema fazia descontos nos bilhetes a algumas colectividades da zona, nomeadamente ao Clube de Santo António dos Cavaleiros. Por volta de 1969 já estava reduzido a cinema de reprise com sessões duplas. Para além da função de cinema também foi um centro comercial por volta de 1980, tendo sido adquirido posteriormente pela RTP.
De acordo com o Diário de Lisboa de 26 de Novembro de 1982, este cinema estava encerrado para férias e assim continuou para sempre. Desde aí, essa freguesia nunca mais teve uma sala de cinema digna desse nome.
Desde então este edifício tem sido utilizado somente como armazém, tendo em 2011 sido arrendado à Assembleia de Deus Ministério da Missão pela RTP. O contrato assinado tem a duração de três anos.




Fonte:
ACCIAIUOLI, Margarida, Os Cinemas de Lisboa – Um fenómeno urbano do século XX, Lisboa, Editorial Bizâncio, 2012
http//cinemaaoscopos.blogspot.com/2009/12/lumiar-1967-1977.html
http://citizengrave.blogspot.pt/2012/05/cinemas-onde-nao-vi-filmes-cinema.html
http://www.fmsoares.pt/aeb_online/visualizador.php?bd=IMPRENSA&nome_da_pasta=06839.189.29499&numero_da_pagina=23
http://arquivomunicipal.cm-lisboa.pt/x-arqweb/(S(5hlkodrbth0ra3aanemcfl45))/SearchResultOnline.aspx?search=_OB%3a%2b_QT%3aTI__Q%3aCINEMA+LUMIAR_EQ%3aF_D%3aF___&type=PCD&mode=0&page=0&res=0&set=%3bAF%3b

14 comentários:

Dreamaster disse...

Realmente não me lembro.

Sei q havia um cinema no Lumiar mas não sabia q era ali. As vezes q eu já passei por ali de autocarro e nunca dei por ele :S

Continua o bom trabalho menina :)

e não desmoralizes pela falta de comentarios.

Bjs
D.

Anónimo disse...

Boa tarde,

Gostaria de saber o seu e-mail para lhe enviar informações sobre o IndieLisboa.

Pode enviar-me um e-mail para: press@indielisboa.com

Cumprimentos,
Nádia Sales Grade
Assessora de Imprensa

ié-ié disse...

Nunca lá fui, mas lembrou-me deste cinema, até porque andei por aqueles sítios.

Já que estou entre cinéfilos, alguém me sabe dizer onde se exibiam os filmes do Cine Clube Católico e o Cine Clube Universitário de Lisboa?

Fui membro de ambos nos anos 60, mas só me lembro do Imperial.

Obrigado!

LPA

O Regresso de Buck Jones disse...

Cara Waveygirl,

Lembro-me muito bem desta sala de cinema porque... fui um assiduo frequentador da mesma. As matinés aos domingos eram apresentados 2 filmes...(isso mesmo 2 filmes pelo preço de um). Ou seja por 12$50 (Doze escudos e 50 centavos) víamos 2 filmes.

Continua e não desanimes. Eu também tenho vários "blogs". Alguns são comentados outros nem sabem que eu existo. "Deita cá para fora" é isso que interessa...

do Buck Jones com amizade.

salazar disse...

Eu lembro-me muito bem. Ia la muitas vezes depois de ter tomado o cafe na pastelaria Don Jaime.
Eram bons tempos.
So gostava de saber o que e que la esta agora.
Abracos para todos
Vasco
mais conhecido como o Salazar

beka disse...

lembro-me perfeitamente,que alias era na epoca o cinema mais cofortavel de lisboa,pena que so tenha durado 10 anos,e tudo porque as liberdades do 25 de abril deram cabo do mesmo,como por isemplo o vandalismo que gerou na nossa juventude,da qual eu não estou isento.e recordo que na epoca tambem havia o cinema castanheira,que era uma explanada magnifica,e mais uma vês o vandalismo pos termo.
um abraço do antigo morador do bairro da cruz vermelha
um amigo BEKA

Anónimo disse...

Hello,

Lembro-me perfeitamente porque... morava em frente!
Tive muita pena de o ter visto morrer pouco a pouco, sendo que, depois de deixar de exibir filmes, ainda tinha uns espetáculos, iniciativas culturais, até que fechou completamente...
Na altura, o local era muto concorrido, com o cinema de um lado e um supermercado Pão de Açucar do outro... nem um nem outro se mantiveram.
Descobri agora o Blogue e estou fascinado... se não fosse casado diria que descobri uma ala gémea! : )
Parabéns e boa sorte!

Anónimo disse...

Bem, nem de propósito, após ter colocado o último post,cruzei-me hoje com esta informação:
"Armazém Ref: 8090

Freguesia: Lumiar
Concelho : Lisboa
Para: Venda
Preço Eur: € 870.000
Estado: Usado
Ano construção: 1974
Área útil: 2300.00 m2
Área bruta: ---
Área do terreno: ---
Zona: Lumiar

Descrição:
Ao Príncipio da Calçada da Carriche, imóvel estado de origem, nunca recebeu obras de requalificação. Antigo cinema com anfiteatro, dividido em 2 partes distintas: Escritórios (2 pisos) e Armazéns (4 pisos), para além de uma área de estacionamento na plataforma exterior. A área total é de cerca de 2.300m2. Para aceder a fotos e informação sobre este e outros imóveis visite-nos em www.predialliz.com "

As fotografias anexadas ao anúncio não deixam dúvidas... é o Cinema Lumiar que está para venda...
O anúncio pode ainda ser consultado aqui: http://lisboacity.olx.pt/armazem-usado-para-venda-lisboa-lumiar-iid-187920409

Alguém quer ficar com um cinema? Infelizmente para mim, o meu subsídio de férias não chega para tanto...

gataborralheira disse...

Lembro-me muito bem. Há pouco tempo andei por estas bands e, não consegui descobrir onde era o sítio do cinema!!!!
Bom trabalho
sr

Anónimo disse...

Fui lá um par de vezes ver filmes em reprise que não tinha tido oportunidade (nem dinheiro) de ver na estreia e nessa altura ainda não tinha aparecido o home vídeo e os vídeo clubes. Para mim ficava um bocado fora de mão pois tinha que atravessar toda a cidade. Era uma sala confortável meio escondida entre dois prédios a meio da Calçada de Carriche. Nem dei pelo seu desaparecimento.

Bewlay disse...

Cresci ao lado deste cinema. Boas recordações. A informação de que se transformou num centro comercial durante um período de tempo é que não é correcta. Foi comprado pela RTP e usado por esta como armazém. Recentemente foi comprado por uma igreja.

Bewlay disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
Anónimo disse...

Eu e os meus irmãos, saltávamos da janela e íamos ao cinema.

Anónimo disse...

Eu e os meus irmãos, saltávamos da janela e íamos ao cinema.

 
Copyright 2009 Cinemas do Paraíso. All rights reserved.
Free WordPress Themes Presented by EZwpthemes.
Bloggerized by Miss Dothy