Sá da Bandeira: uma pérola portuense


Depois de uma visita à ilha de São Miguel no arquipélago dos Açores, regresso ao continente e rumo ao Norte...mais concretamente à belíssima cidade do Porto, onde na Rua Sá Bandeira se localiza o teatro com a mesma designação.
A sua origem remonta a 1855, quando foi inaugurado como Teatro Circo. Era um barracão de madeira erigido por D. José Toudon Ferrer Catalon para a sua companhia equestre. Em 1867 foi demolido, de modo a que fosse construído outro edifício mais moderno. No entanto, este mesmo edifício foi substituído 10 anos depois pelo que actualmente os portuenses conhecem. 
Este Teatro só tinha acesso pela então Rua de Santo António, através de umas escadas ainda existentes, até que nos finais da década de 1870 foi construída a sua fachada para a Rua Sá da Bandeira. Nessa altura ganhou a designação de Teatro Circo do Príncipe Real.



Em 1895, Sarah Bernhardt apresentou-se neste teatro com diversas peças entre as quais "A Dama das Camélias" e "Fedora". Aliás foi neste espaço que foi feita a primeira apresentação do Animatógrafo no Porto em 1896, pelas mãos do projeccionista Erwin Rousby, como também foram apresentados os primeiros filmes realizados por um português.
Este teatro voltou a ganhar uma nova designação, desta vez como Teatro Sá da Bandeira, uma semana depois da implantação da República em 1910.




Afonso Taveiro, um dos mais notáveis empresários deste espaço, viria a falecer de apoplexia em plena plateia do teatro, enquanto dirigia uma revista. Também é de realçar que este edifício foi o primeiro teatro do Porto a utilizar iluminação eléctrica em detrimento da iluminação a gás.
No interior do edifício para além do teatro existem três lojas, uma sala principal e duas salas de cinema e a área coberta tem o total de cinco mil metros quadrados.










Em 2009, e debaixo de uma grande polémica, este edifício foi posto à venda por 5 milhões de euros e vários interessados surgiram, como por exemplo uma cadeia de hotéis (à semelhança do que aconteceu com o Éden em Lisboa). Funciona actualmente como teatro que recebe vários tipos de eventos desde musicais, passando por concertos e revistas à portuguesa.







0 comentários:

 
Copyright 2009 Cinemas do Paraíso. All rights reserved.
Free WordPress Themes Presented by EZwpthemes.
Bloggerized by Miss Dothy